Estado de ser
Recomende:

Veja: Autocriação, Esferas da consciência, Mundo interior

É um processo com três etapas:

a)A mais afastada da realidade, seria quando todos os acontecimentos parecem estar totalmente dissociados de nós mesmos. Essa recusa, essa cegueira autoimposta nos afasta do ponto de autocriação de tal maneira que os resultados da nossa criação parecem dissociados dos nossos processos volitivos. Este é um estado muito doloroso, porque o que acontece parece-nos “imerecido” e a vida se torna muito assustadora em sua aparente imprevisibilidade. Parece, de fato, que somos vítimas de circunstâncias fora de nossa esfera de influência. Isso provoca grande medo e desconfiança da vida. Também perpetua a maior mistificação humana, a de que o homem é uma vítima.

b)Na etapa seguinte já é possível enxergar o acontecimento exterior como resultado de nossas atitudes. Isso não significa que tenhamos conseguido interromper imediatamente essas criações.

c)Na última etapa dessa progressão, nossas atitudes e ações, intenções e sentimentos já estão suficientemente purificados, realistas e produtivos para que possamos criar principalmente experiência de vida positiva. Os acontecimentos exteriores se encaixam cada vez mais. Agora estamos entrando num novo processo de autogeração de criação e experiência positivas, mas ainda não totalmente purificados. Nossa mente agora está muito mais ciente dos nossos obstáculos e, assim, é capaz de penetrar rapidamente o véu da ilusão.

No entanto, ainda restam nuvens. Dessa maneira, às vezes sofremos por causa de estados de espírito, de oscilações de humor que às vezes parecem vir e ir embora sem qualquer “razão” exterior. Agora já não enganamos a nós mesmos, acreditando que alguém ou algo fez isso ou aquilo. Sabemos que é o nosso estado de espírito.

Nosso mundo interior, portanto, é o produto total do nosso estado de consciência. Nesse mundo interior, nos ligamos a outros cujo estado total de consciência é semelhante ao nosso, de modo que compartilhamos uma esfera cocriada de realidade temporária. O mesmo se aplica, naturalmente, à esfera terrestre, com a única diferença de que os estados interiores são externalizados de maneira mais difícil de discernir.

Palestra: 211

211: EVENTOS EXTERNOS REFLETEM A AUTOCRIAÇÃO - TRÊS ETAPAS

ABC

Sentença do Guia “Pois bem, como pode ser ativado o eu interior? Ele não se ativa sozinho, pois reage apenas à consciência. Toda a consciência de vocês (exterior e interior) tem o poder de dirigir esse ser interior, com todos os seus maravilhosos recursos, sua inteligência e seu poder.” P. 134