Relaxamento
Recomende:

Veja: Bloqueios, Movimento, Prazer

É uma condição de livre circulação de energia em todos os nossos sistemas (corporal, mental, emocional).

Não significa, portanto, inatividade, paralisia, imobilidade. Muito pelo contrário. O relaxamento é um dos aspectos importantes da prática de observar o estado de tensão em todos os níveis. Muitas vezes parecemos relaxados externamente, mas não temos consciência dos espaços internos apertados que nunca notamos, embora tenham sempre estado dentro de nós.

Como a tensão tornou-se para nós uma segunda natureza, precisamos reaprender a relaxar. A consciência da nossa tensão inicia-se sempre da camada exterior para progressivamente alcançar os níveis interiores, o que vale para os estados corporais, emocionais e mentais.

Saber que todo bloqueio é temporário, e que temos o potencial para a circulação de energia, nos ajuda a ficar mais próximos do nosso potencial. Só depois que estivermos cientes da tensão, seja em que nível for, será possível lidar com ela de forma construtiva.

O estado aberto, livre e natural que nos faz justiça, assim como à nossa capacidade de experimentar a vida, não é algo que deve ser laboriosamente alcançado, porque não estamos agora na posse do mesmo. Ele já existe e só nós podemos senti-lo, depois de sentir as nossas dores e tensões.

Quando nos observamos, nos relacionamos melhor com nós mesmos e com os outros, o que inclui a consciência e compreensão de nossas próprias reações e estados em todos os níveis do ser. A partir daí podemos experimentar a presença em nós de uma realidade maior, de uma inteligência que resulta do nosso desenvolvimento e crescimento, depois de ter deliberadamente desejado ativá-lo.

Vários aspectos do relaxamento são tratados nas palestras: sua relação com o movimento cósmico (135); com a tensão (163); com a mobilidade (135); com a dualidade primária (135); relaxamento interno e externo (173).

135: MOBILIDADE NA DESCONTRAÇÃO - SOFRIMENTO ATRAVÉS DO APEGO DA FORÇA VITAL ÀS SITUAÇÕES NEGATIVAS
163: ATIVIDADE MENTAL E RECEPTIVIDADE MENTAL
173: ATITUDES E PRÁTICAS BÁSICAS PARA ABRIR OS CENTROS DE ENERGIA

Palestras: 135, 163, 173

135: MOBILIDADE NA DESCONTRAÇÃO - SOFRIMENTO ATRAVÉS DO APEGO DA FORÇA VITAL ÀS SITUAÇÕES NEGATIVAS
163: ATIVIDADE MENTAL E RECEPTIVIDADE MENTAL
173: ATITUDES E PRÁTICAS BÁSICAS PARA ABRIR OS CENTROS DE ENERGIA

ABC

Sentença do Guia “Enquanto você simplesmente desejar a sua própria felicidade, portanto não for um elo na corrente, o ego é de fato o centro, mesmo que você não tenha consciência disso.” P.004