Serviço
Recomende:

Veja: Autoconfrontação, Caminho, Entrega, Movimento, Plano de Salvação

É a rendição à consciência total de Cristo que se infiltra neste planeta e, simultaneamente, a oportunidade de realização do eu.

Começamos a perceber, alguns mais conscientemente, outros mais intuitivamente, que existe uma grande tarefa e que estamos envolvidos simultaneamente nela e na própria realização pessoal. Esse serviço intensifica nossa realização, assim como requer que sejamos pessoas realizadas e felizes. Isso vai mudar, de maneira muito drástica, a vida, a consciência e os valores daqueles que estiverem dispostos a seguir esse movimento dinâmico.

Este serviço pode também ser distorcido pela compulsão de sermos bons, tendo medo do nosso próprio egoísmo e mesquinhez, escondidos pela nossa máscara. Os verdadeiros impulsos do Eu Superior, neste caso, estão entrelaçados e misturados com uma falsa bondade na aparência.

No trabalho do caminho, muitos também lidam com o impulso de agradar uma autoridade imaginária, abrindo mão de seus autênticos interesses, seus verdadeiros direitos, não exatamente pelo espírito de serviço, mas para servir aos seus próprios intentos. Quando existe dependência, com a resultante submissão e falta de identidade, falar em servir a uma causa maior é prematuro, porque se faz um mau uso desse serviço e os disfarces do Eu Máscara são perpetuados, direcionando o serviço para o canal errado.

O antídoto ao falso serviço é a autoexposição do egoísmo do Eu Inferior, autoassertividade, a maior responsabilidade por si mesmo, a profunda compreensão de que eu e os outros somos um. Nessa situação, o serviço não é um substituto nem uma compensação da culpa.

Palestra: 223

223: A NOVA ERA E A NOVA CONSCIÊNCIA

ABC

Sentença do Guia “Qualquer coisa que não seja reconhecida no homem e que está em desacordo com as leis espirituais é como um bloqueio que nós não conseguimos penetrar. Toda opinião obstinada é um desses bloqueios.” P. 008